ovestido

O Vestido

Limiar – 2009 //
Performance – Instalação //
Assemblage: criação de uma vestimenta que costura em diferentes texturas de tecido, lembranças significativas

Instruções para livre experimento

  • Comece por você!
  • Escolha uma peça de roupa, de enxoval, de utilidade doméstica, que tenha uma memória boa ou ruim. Repita a história em voz alta. Desapegue!
  • Após, colha peças de pessoas ao seu redor, de casa em casa, no ‘tocar de campainha’.
  • Esteja presente inteiramente para receber essas histórias!
  • Lembre-se que a memória se dá por algo que você presentificou, sobretudo. Veja o rosto das pessoas que te entrega a peça, perceba a respiração!
  • Caso use um gravador de áudio ou video, cuide para que este não possa atrapalhar seu olhar de corpo inteiro. Perceba de coração e decore as histórias. Costure um vestido. Caso queira, desenhe a peça quando costura, ela é parte de uma vestimenta que você irá vestir.
  • Quando O Vestido estiver formado e você estiver nele, saiba que você vive e representa cada história contida nele, e que a sua relação com o presente se dá sobretudo com textos de um passado!
  • Caso escolha um lugar, um território para realizar a coleta, perceba o quanto essa construção pode criar uma cenicidade e uma plasticidade particular. Que habitantes de um território são representadas em diálogo – improvisado em O Vestido.
Imagens
Vídeos
O Vestido – Inauguraçao Sesc Palladium

Compartilhado com: Isabela Cesário, Adriana Penido, Marlúcia Temponi, Gheysla Nascimento, Ana Flavia de Faria e Leandro Lara. 2011.