cicero

Cícero até os cabelos

Limiar – 2012 //
Não – espetáculo //
Assemblage corporal à partir de movimentos e gestos de pessoas! //
Colheita de “bocas, olhos, dedos, pela esquerda e pela direita”

Instruções para livre experimento

  • Crie uma lista contendo pessoas e gestos e movimentos que sejam presentes para os seus olhos.Presentes!!
  • A respiração de um, a forma de andar de outro… da relação dos pés aos cabelos! Eis um roteiro, um exercício corporal, um ensaio, um espetáculo.
  • Vivencie-o!
  • Da influência poética: Um dia conheci um Cícero que trabalhava numa fazenda e que tempos depois começou a trabalhar na capital urbana. Tudo era tão bonito para ele: a capital, o sirviço pesado, a força dura do chefe… Quando conheceu um gaúcho, passou por um tempo a falar “ba” e ” tchê”. Não importava o que se pudesse falar, – Armaria, Ciço mã! Vão te chamar de doido…Ele continuou a utilizar os jargões gaúchos até encontrar um mineiro.Daí, Cícero falava “uai sô”! (…)

Encontros: Espaço Ambiente. B.H -MG -Dezembro de 2012.
Casa da Esquina – Fortaleza- CE – Janeiro de 2013.